Apontamentos sobre o Encontro Nacional Contra a Fome

Apontamentos sobre o Encontro Nacional Contra a Fome

Por Terezinha Baldassini Cravo*

Na última semana, 20 a 23 de junho 2022, aconteceu o Encontro Nacional Contra a Fome promovido pela Ação da Cidadania – Rio de Janeiro. Na programação, as causas, as consequências e as soluções para o enfrentamento da fome no Brasil. O evento contou com a parceria de diversas entidades que atuam na temática da segurança alimentar e com a presença de especialistas e representantes de diversos movimentos que debateram saídas e soluções para frear o avanço da fome no Brasil.

Os debates do encontro, desde a abertura até o encerramento na quinta-feira, foram bem diversos e conectados. No primeiro dia foi realizada a apresentação da Pesquisa Nacional em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional – PENSSAN, a análise de especialistas, representantes da sociedade civil e ex-ministra, relatando como o Brasil saiu do mapa da fome num passado recente. No segundo dia, foram debatidos os objetivos do desenvolvimento sustentável e segurança alimentar; fome, obesidade e meio ambiente. No último dia, os temas fome e justiça: direito humano à alimentação e as caras da fome. Vários trabalhos inscritos relatavam as diversas experiências relativas aos temas e no final do encontro foi lançada a agenda Betinho com 92 propostas para enfrentar à Fome no Brasil.

Alguns aprendizados importantes deste encontro: Não existe solução mágica, e única para acabar com a Fome. É preciso um conjunto de políticas públicas articuladas que cuidem das famílias, garantindo direitos básicos, ainda negados. As políticas públicas devem dialogar entre si, tendo como objetivo a eliminação das enormes desigualdades sociais. É igualmente importante que as experiências de base, em cada território, sejam fortalecidas e ampliadas com a efetiva participação da população que se beneficia delas, sem ver nisso uma ação de caridade, mas um direito inalienável de viver em plena segurança alimentar.

A Frente Nacional Contra a Fome que converge diversos movimentos/instituições comprometidas em combater a fome foi parceira deste encontro e apresentou uma importante Campanha de Comunicação #VotoContraAFome. A Fome faz parte de um projeto político que nega aos pobres esse direito básico. É preciso que a pauta do Combate a Fome nos mobilize politicamente, sobretudo neste ano decisivo de eleições, para votar em um projeto de nação que se comprometa verdadeiramente com essa causa.

Junto à solidariedade, por meio da distribuição de cestas básicas, das cozinhas solidárias e outras iniciativas Brasil a fora, a luta também se fortalece pela organização dos que estão em insegurança alimentar, visando a conquista de políticas públicas que resgatem a dignidade das 33,1 milhões de pessoas que passam fome no Brasil. Esse é o compromisso que a Frente Nacional Contra a Fome assume, junto com todos os parceiros. Parabéns a Ação da Cidadania por esse importante encontro.

*Mestra em Educação, Pedagoga aposentada, integrante da Executiva do MNFP, da coordenação da Campanha Contra a Fome e pela Inclusão Social Paz e Pão da Arquidiocese de Vitória e representante do MNFP no Comitê Gestor da Frente Nacional Contra a Fome e Sede.

Foto: Oscar Valporto