30 Anos do Movimento Nacional Fé e Política

por Claudio Vereza.

Celebrar 30 anos
Deste Movimento
É um alimento
Da nossa Esperança!

Celebrar 30 anos
Desta Caminhada:
A longa estrada
É nossa Herança!

Celebrar 30 anos
É compreender
Que o Bem-Viver
É profunda Mudança!

Celebrar 30 anos
Do Fé e Política
Só com muita mística
E muita Dança!

Celebrar 30 anos
De tanto confronto
De tanto Encontro
É seguir a Andança!

Celebrar 30 anos
No Espírito, a Luz
E que nos conduz
É enxergar a Chegança!

Celebrar 30 anos
Nordeste, Natal,
Alegria geral
É uma Festança!

CELEBRAR OS 30 ANOS DO MOVIMENTO FÉ E POLÍTICA É ALIMENTO DE NOSSA ESPERANÇA!

Sim, celebrar os 30 anos de fundação do Movimento Nacional de Fé e Política (MF&P) neste 11º Encontro Nacional, de 12 a 14 de Julho, em Natal/RN, é um alimento de nossa Esperança no entendimento e construção do Bem-Viver entre nós!

Sim, foi a partir daquela noite do dia 24 de junho de 1989, que surgia o Movimento Nacional Fé e Política. Era o dia de São João, com o céu iluminado por fogos e balões de uma noite tão festejada em todo o Brasil. Havia a presença animada de militantes de diversas igrejas e religiões – leigos, padres, pastores, bispos, artistas, e muitos detentores de mandatos parlamentares e executivos de esquerda , em busca de luzes que orientassem sua luta nas igrejas, movimentos sociais, partidos políticos, mandatos.

Uma busca que nem sempre encontra eco, nem no campo eclesial, nem no campo político-social. É a busca de “quem vive sua fé na política e tem na fé o horizonte de sua utopia política “. É a busca de quem “compromete-se com o exercício da cidadania ativa e com a construção de uma sociedade socialista, democrática, plural e planetária”, pontos presentes no paradigma do Bem-Viver. É a busca de todos e todas que procuram “dar prioridade à conscientização e organização popular – tão necessários na atual conjuntura – e afirmam as classes populares como principal sujeito da própria história “. É a busca de “quem assume a causa da libertação dos oprimidos e dos excluídos” e está sedento de uma profunda “reflexão política, espiritual e das questões da subjetividade “.

Em sua Carta de Princípios, “o Movimento Nacional Fé e Política pretende ser um serviço de formação e informação sobre questões de política, cultura, ecologia, ética e espiritualidade. Pretende reforçar e estimular a experiência dos grupos de reflexão, celebração e aprofundamento”.

Enfim, celebrar os 30 anos do Movimento, em meio à essa conjuntura tão contrária a nossas lutas e utopias, é realmente reafirmar nossos princípios, praticar o verbo Esperançar (*Paulo Freire), na volta e reforço ao trabalho de base, construindo alternativas nos âmbitos micro e macro: os movimentos massivos de estudantes e professores no 15M e 30M, são um forte alento ao nosso esperançar, à resistência ao desmonte massacrante que o atual governo federal vem implantando. A Greve Geral do dia 14 de junho também reforça esta resistência.

E nesta andança de lutas, devemos ter o Evangelho do Reino e o Bem-Viver como
orientadores, com muita alegria, música e dança, até que conquistemos a mudança, a chegança “dos meninos e o povo no poder” popular.

Viva a Caminhada de 30 anos do Movimento Fé e Política!

Cláudio Vereza
Cláudio Vereza