Crise da Água

UMA DIMENSÃO DA CRISE CIVILIZACIONAL
Roteiro para a apresentação

CRISE DE UM MODO DE CIVILIZAÇÃO

  • AVANÇO DA TÉCNICA E DA CIÊNCIA – Informação, comunicação, redes, etc. Mudanças no macro e no micro – das células ao Universo em descoberta.
  • MUDANÇA NO MUNDO DOS VALORES- Mundo pós-cristão: pluralidade, diversidade, antagonismos, sectarismos, etc.
  • MUDANÇA NA POLÍTICA E ECONOMIA: Império Global, Restos de Democracias, Disputas pelos Bens Naturais, Migrações, Muros, etc.
  • MUDANÇAS NA TERRA: Mudança Climática, Erosão da Biodiversidade, Perda de Solos, Mudança no Regime das Águas: escassez quantitativa, qualitativa e apropriação privada.

ESCASSEZ QUANTITATIVA

  • EXPANSÃO DA DEMANDA PARA DIVERSOS USOS: irrigação, indústria, abastecimento doméstico.
  • BRASIL: indícios na ruptura do ciclo de nossas águas.

CAUSAS

  • DESMATAMENTO DA AMAZÔNIA
  • DESMATAMENTO E COMPACTAÇÃO DO CERRADO.
  • Rios dependentes do Cerrado tendem a se enfraquecer e desaparecer. São Francisco é caso exemplar.

EXPANSÃO DA DEMANDA

  • MATOPIBA
  • TRANSPOSIÇÃO
  • NOVOS PROJETOS DE IRRIGAÇÃO

NASA: Sudeste brasileiro perdeu 52 bilhões de metros cúbicos de água e o Nordeste 49 bilhões de metros cúbicos.
. AMPLIAM-SE OS CONFLITOS POR ÁGUA (CPT), INCLUSIVE OS ECONÔMICOS (Irrigação x Energia no São Francisco).
. PREJUÍZOS ECONÔMICOS: na agricultura irrigada, no cotidiano das famílias, no pequeno comércio, na produção de energia (lagos com usinas solares)

EXPANSÃO NECESSÁRIA

  • ADUTORAS PARA ABASTECIMENTO HUMANO (ATLAS BRASIL-ANA)
  • Programa Água para Todos (abastecimento)
  • USOS ECONÔMICOS (Mais água)
  • Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC)
  • Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2)
  • NA CONTRADIÇÃO, SUPERAÇÃO DA FOME, DA SEDE E DA MISÉRIA.

ADUTORA DE ARACAJU

CANAL DA TRANSPOSIÇÃO

CISTERNA DE BEBER

CISTERNA DE PRODUÇÃO

  ESCASSEZ QUALITATIVA

  • POLUIÇÃO DOS MANANCIAIS: Esgoto doméstico, industrial, minerário, hospitalar, resíduos agrícolas, etc.
  • URGÊNCIA DO SANEAMENTO AMBIENTAL (BÁSICO): abastecimento humano; coleta e tratamento do esgoto; drenagem da água de chuva; manejo dos resíduos sólidos; controle de vetores.
  • CF 2017: BIOMAS E SEUS POVOS ORIGINÁRIOS (Retomada do P.M.S.B)

PRIVATIZAÇÃO E MERCANTILIZAÇÃO

  • OUTORGAS
  • SERVIÇOS URBANOS
  • ÁGUA ENGARRAFADA
  • MERCADO DE ÁGUA

NOVA CULTURA DA ÁGUA

  • CAPTAÇÃO DA ÁGUA DE CHUVA
  • REUSO
  • POUPANÇA
  • NOVAS MATRIZES ENERGÉTICAS (Solar…Eólica)
  • CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO
  • RELAÇÃO ENTRE SOLOS/VEGETAÇÃO/CICLO DAS ÁGUAS (Biomas, Domínios Morfoclimáticos).
  • RESISTÊNCIAS

FUTURO

  • COM DILMA ERA RUIM, COM TEMER PODERÁ SER PIOR.

REFERÊNCIAS

  • ROBERTO MALVEZZI (GOGÓ)
  • 74-999795231
  • www.robertomalvezzi.com.br
  • Fotos retiradas da internet
VEJA TAMBÉM
Painel: Entendendo as Crises ROTEIRO DA REFLEXÃO PROPOSTA POR ALDER JÚLIO F. CALADO BUSCANDO ENTENDER AS CRISES COM DISCERNIMENTO E ALTERNATIVIDADE, ABERTOS AO QUE O ESPÍRITO TEM...
Esperanças que são sementes Fala no Painel Entendendo as Crises Vanúbia Martins de Oliveira Comissão Pastoral da Terra – Campina Grande/PB Li em algum lugar, não lembro onde, ...
Matriz Energética: Hegemonia e Alternativas A matriz energética de um país se refere às fontes primárias utilizadas no processo de conversão energética responsável por oferecer à sociedade a for...
Moção das mulheres participantes do 10° Encontro N... Nós mulheres, feministas, do campo e da cidade, da luta por direitos e contra a violência, integrantes/ dirigentes de partidos políticos e também sem ...